Um Livro em 5 min – Faça como Steve Jobs: Realize Apresentações Incríveis em Qualquer Situação

Nesta semana, trazemos para você o resumão com os melhores trechos de Faça como Steve Jobs: Realize Apresentações Incríveis em Qualquer Situação. O excelente livro, de Carmine Gallo, revela as técnicas usadas pelo ex-guru da Apple para criar apresentações memoráveis. Gostou? Então compre o livro aqui.

 

Prólogo
a. Apresentações devem ser criadas para gerar experiência.
b. As pessoas não estão acostumadas a um ambiente ou experiências onde a excelência impera.
c. Crie algo de significado a partir do que é comum.
d. Mostre como um produto melhora a vida das pessoas e faça isso como entretenimento.
e. Jamais ultrapasse 10 minutos para explicar uma ideia.

 

Planeje em ambiente analógico
a. Como em um filme, apresentações devem possuir conflitos, resoluções, vilões e heróis.
b. Comece no papel, construa e encene a peça em sua mente.
c. Use o mínimo de textos quanto possível, evitando listagens.
d. A história e não os slides que importam. Slides apenas complementam a história.
e. Tenha uma grande ideia em sua apresentação que possa ser explicada em um guardanapo.
f. Declaração que revela a ideia: Estou empolgado com este produto/serviço por que …………
g. Escolha três mensagens a transmitir que sustentem a grande ideia. Cada uma pode ser acompanhada por argumentos de apoio.
h. Use recursos de retórica como metáforas e analogias. Achando uma forte, insista nela. Tais recursos ajudam na compreensão da complexidade de ideias.
i. Ao invés de ficar listando atrativos, mostre-os em ação, com demonstraçóes.
j. Esta é a melhor maneira de controlar o que os outros vão falar sobre seu produto.
k. Divida o palco com quem é parte de seu sucesso.
l. As pessoas adoram ouvir histórias de sucesso, use depoimentos de clientes, até mesmo em vídeo (máx. 2 mins).
m. Lembre-se que existem três tipos de espectadores: visuais, auditivos e cinestésicos. Use recursos que entretenham os três.
n. Cinco passos simples:
– Conte uma história que chame a atenção.
– Traga um problema que precisa ser resolvido.
– Ofereça uma solução.
– Mostre os benefícios em adotar tal solução.
– Convoque à ação.
o. Elementos importantes
– Manchete.
– Declaração de paixão / ideia.
– Três mensagens centrais.
– Analogias e metáforas.
– Demonstrações.
– Parcerias de sucesso.
– Depoimentos.
– Recursos sensoriais.

 

Respondendo a única questão que importa
a. Construa um mapa mental para sua audiência.
b. As pessoas querem ser informadas sobre seu produto e como ele funciona, sendo entretidas enquanto aprendem.
c. Diga claramente por que alguém deveria dar a mínima para seu produto.
d. Lembre-se que tem a ver com o usuário, não com você.
e. Não dê trabalho ao cérebro, simplifique.
f. Crie problema e solução na mesma frase.
g. Explique o porquê antes do como.
h. Venda sonhos, não produtos.
i. Concentre-se no benefício central, na única coisa que você gostaria que as pessoas soubessem sobre seu produto.
j. Elimine jargões técnicos e palavras da moda.

 

Desenvolvendo um senso messiânico de propósito
a. A única maneira de fazer um trabalho com excelência é amando o que se faz.
b. Você sabe que é o seu sonho quando mal aguenta esperar pelo sol nascer para começar a fazê-lo.
c. Pessoas acima da média são inspiradas por um centro de valores pessoais e um senso de propósito que vai muito além do dinheiro.
d. Grandes homens nunca são motivados por dinheiro.
e. Sem paixão não há energia, sem energia não há nada.
f. Grandes líderes visualizam um futuro melhor de uma maneira muito mais real do que a maioria das pessoas, estando profundamente insatisfeitas com o presente.
g. A diferença entre o que é e o que poderia fazer deve ser seu maior combustível, ardendo como um sonho inevitável
h. A experiência está totalmente ligada à forma como o produto vai melhorar a vida das pessoas.
i. Entenda algo em toda sua profundidade, se apaixone pela ideia, esteja obcecado.
j. Design não é fazer algo mais bonito, mas sim fazer algo funcionar de uma maneira mais bela.
k. Venda o sonho de uma vida melhor.
l. Diga as pessoas por que você está empolgado em vender para elas.
m. Paixão: o zelo messiânico de fazer o mundo um lugar melhor. Vide Cristo.

 

Crie manchetes no estilo Twitter
a. As pessoas procuram uma categoria na qual encaixar seu produto.
b. Junte categoria e benefício em uma mesma frase, curta e concisa, que deixem implícito o problema e a solução.
c.  Toda a apresentação deve ser construída ao redor dessa frase.
d. Não espere que os outros criem sua manchete.
e. Escreva sua frase sob a perspectiva do usuário.
f. Uma boa manchete é concisa, específica e oferece um benefício pessoal.
g. Aprenda a descrever o que você faz em até dez palavras.

 

Desenhe um mapa
a. Comece com uma prévia das atrações, em formato índice, mas sem entregar o jogo.
b. Crie uma história simples, com início, meio e fim, que abra espaço para os três pontos que você quer abordar.
c. Mostre onde você estava há muito tempo, onde estava há pouco tempo e onde estará com o produto em destaque.
d. A estrutura até aqui: manchete, introdução (história), três pontos, conclusão.
e. Sua história pode conter recursos como histórias pessoais, fatos, exemplos, analogias, metáforas e histórias de clientes.

 

Construa o vilão
a. Todo grande herói precisa de um vilão.
b. Faça perguntas retóricas que explorem a tirania e as fraquezas do vilão.
c. Cerque suas soluções com problemas consistentes.
d. Revele seus diferenciais, contrastando com os concorrentes.
e. Aproveite um contexto, traga o problema para a vida das pessoas e mostre o sofrimento que ele causa.
f. Fortaleça a ideia de que você e clientes estão lutando contra um inimigo comum.
g. O cérebro procura significado antes de detalhes. Não comece jamais com detalhes.
h. Antes, situe o produto categorizando problema e solução, respondendo o porquê da necessidade do produto.
i. A ideia é criar um novo espaço no cérebro para abarcar novas informações.
j. Ache seu vilão respondendo o que você faz, que problema resolve e por que as pessoas deveriam se importar com isso.
k. Pessoas não ligam para produtos e sim para a solução de seus problemas.

 

Revele o herói
a. Não se concentre tanto em bater no vilão e sim em mostrar como é possível melhorar a vida das pessoas.
b. Lembre ao público que a solução do problema não era possível antes de seu surgimento.
c. Mostre o quanto antes o benefício central, não perca o timing.
d. A solução que o herói traz deve ser simples de entender e fácil de transmitir entre as pessoas.
e. O vilão é ponto de sofrimento de seus clientes, enquanto que o herói é o que acaba com esse sofrimento.

 

De volta ao básico
a. Quanto menos elementos, mais poderosos se tornam os elementos restantes.
b. Torne o tempo de leitura do slide mínimo, as pessoas não podem se concentrar em você e na tela ao mesmo tempo.
c. Ajude o cérebro a construir representações diferentes do mesmo assunto: visual + auditivo + tátil.
d. Não se preocupe em preencher todos os espaços de um slide.
e. Imagens são melhor lembradas pelo cérebro do que palavras.
f. Quando há pouco ou nenhum texto nos slides, o apresentador é obrigado a dominar o assunto.
g. Se não pode ser explicado de maneira simples, não está bem entendido.
h. A simplicidade também se aplica ao que se fala.
i. Construa uma imagem com palavras.
j. Um tema por slide. Sempre.

 

Se arme com números
a. Utilize apenas números cuja grandeza as pessoas possam entender em um contexto.
b. Números complexos precisam de recursos de retórica para serem compreendidos.
c. Torne números específicos, relevantes e contextuais.

 

Escolha o que dizer
a. Evite construções gramaticais complexas.
b. Esqueça termos técnicos e jargões.
c. As palavras escolhidas devem ser simples, concretas e possuir carga emocional.
d. Se seu produto é bom, não se acanhe em elogiar.
e. Falar complicado é sinônimo de insegurança, querendo parecer necessário e importante.
f. Ao invés de vender soluções, venda histórias.
g. O cérebro procura atalhos. Analogias são exemplos.
h. Encha o cérebro das pessoas com palavras positivas e elas farão ótimas associações mentais.

 

Divida o palco
a. O cérebro cansa logo e gosta de variedade.
b. Marcas fortes irão fortalecer seu discurso.
c. Ofereça benefícios para que seus clientes e parceiros queiram dividir o palco com você.
d. Dar o crédito à sua equipe fará com que ela trabalhe ainda mais duro para você.

 

Torne sua apresentação mais interativa
a. Use demonstrações que inspirem as pessoas à ação.
b. Demonstrações devem ser curtas, transmitir uma ou duas mensagens, mostrar seus diferenciais e recursos mais incríveis, oferecer a solução para um problema no mundo dos clientes e conter chamado a ações rápidas.
c. Permita que sua audiência seja parte da apresentação fazendo alguma ação que enriqueça sua mensagem.
d. Convide alguém da platéia para dividir o palco.
e. Mostre uma habilidade inusitada sua no palco, fazendo alguma analogia.
f. Concentre-se em demonstrar poucos pontos, talvez apenas um.
h. Gere associações familiares, conte histórias, inclua atividades.
i. Se divirta.

 

Construa um momento inesquecível
a. As pessoas vão esquecer do que você falou e mostrou, mas jamais vão esquecer do que você as fez sentir.
b. Defina a única coisa da qual você deseja que as pessoas lembrem, esse momento deve concentrar a máxima carga emocional, o pico de um drama. Aquilo que as pessoas vão comentar entre si.
c. Gere o suspense antes do grande momento.
d. Se esforce ao máximo neste momento, é ele que definirá a experiência.

 

Presença de palco
a. Use gestos e palavras fortes em cada bloco de informação.
b. Mantenha olhos nos olhos e a postura aberta.
c. Não coloque nenhum obstáculo entre você e as pessoas.
d. Gestos ajudam a clarear o pensamento.
e. Pratique, pratique e depois pratique.
f. Saiba usar sentimento na voz, pausas, volume e velocidade.
g. Jamais apresse a apresentação.
h. Diminua o ritmo ao se aproximar do clímax.
i. Sempre aja confiante.
j. Os primeiros 90 segundos definem a impressão que as pessoas têm de você.
k. Se assista em vídeo.

 

Faça parecer fácil
a. Jobs pratica por muitas horas cada apresentação, por dois dias inteiros seguidos.
b. Jobs não tem paciência e tolerância para nada menos que excelência, tanto dele, quanto de quem o cerca.
c. A performance se aprimora pela prática e repetição.
d. Pontos a observar: contato visual, linguagem corporal, tiques verbais, recursos de voz, energia.
e. Experimente colocar mais entusiasmo que o normal.
f. Identifique as questões que podem surgir após sua apresentação, enquadre-as em categorias e crie respostas-padrão para cada categoria.
g. Treine para identificar palavras-chave que remetam a uma categoria e responda de acordo.
h. Aproveite para reenquadrar a questão ao dar sua resposta.
i. Vista-se sempre um pouco melhor que sua audiência.

 

Jogue fora o script
a. Escreva suas ideias de maneira completa.
b. Marque as palavras-chave, memorize-as.
c. Apague palavras desnecessárias.
d. Deixe apenas palavras-chave e tente apresentar tendo elas como guia.
e. Memorize uma palavra-chave por slide.
f. Use apenas os slides para se orientar.

 

Epílogo
a. Use anáforas, a repetição de parte da estrutura de uma frase, em sequência, diversas vezes. Isso ajuda em argumentos fortes.
b. Faça o que ama, encare dificuldades como oportunidades e se dedique na busca apaixonada pela excelência.

Receba as melhores videoaulas e conteúdos de Marketing Digital

Receba as melhores videoaulas e conteúdos de Marketing Digital

Junte-se a comunidade da Escola do Marketing Digital com mais de 110.000 profissionais e empreendedores.

Confirmado! Você receberá nossos melhores conteúdos em seu e-mail! ;) Ah, e não enviamos spam!

2012-08-20T11:09:33-03:00 20 de agosto de 2012|

Sobre o Autor:

Consultor de Marketing Digital especializado em Automação de Vendas Online para PME's e Fundador da Escola do Marketing Digital. Clique aqui para acessar o perfil completo.