Uma taxa de visitação alta em um site não implica, necessariamente, em mais vendas. Mais importante que ter muitos visitantes, é saber convencê-los a dar uma chance ao seu produto e/ou serviço. Ou seja, a empresa deve investir em estratégias de tráfego e conversão.

Sem tráfego, não há como vender na Internet. De nada adianta ter muitas visitas e não conseguir prender a atenção dos seus potenciais clientes. Nesse sentido, o marketing digital pode ser seu grande aliado em conversão!

Taxa de tráfego alta pode não adiantar se a empresa não souber aplicar estratégias para conversão de visitantes em compradores
Taxa de tráfego alta pode não adiantar se a empresa não souber aplicar estratégias para conversão de visitantes em compradores | Foto: Freepik

Tráfego e conversão para vender na internet

Antes de dar início a jornada de compra, o visitante já tem em mente o que espera encontrar. Para sair vitorioso e fazer com que ele complete a jornada, é mais fácil vender o seu produto estando de acordo com as crenças e desejos do seu cliente ao invés de tentar tentar empurrar aquilo que você imagina que ele quer.

Por isso, a parte de pesquisa é crucial. Antes de entrar em contato com o lead, entenda como e por qual motivo ele chegou ao seu produto. A boa apresentação do negócio também conta muito quando o assunto é vender na internet.

Da mesma forma com que lojas com boa aparência e organização no mundo físico atraem mais os olhares dos consumidores, sites e páginas de vendas online também devem ser atrativas para os seus visitantes, transmitindo credibilidade e despertando o desejo de compra.

Confira as dicas para atrair mais tráfego e conversão, a seguir!

Design de cair o queixo

A verdade é que as pessoas julgam o livro pela capa. O seu produto pode até ser o de melhor qualidade entre as opções disponíveis no mercado, mas, se ele não transparecer isso, é possível que as pessoas não se interessem tanto.

Para gerar tráfego e converter mais, compensa investir na parte visual do seu site, alinhando o design da página com a identidade visual da marca e, claro, valendo-se da psicologia das cores para dar o direcionamento correto ao usuário.

Produção de conteúdo

Mais do que a aquisição de um produto ou serviço de qualidade e um bom atendimento, os consumidores hoje querem se relacionar com as marcas e se identificar com seus posicionamentos. Além disso, também desejam obter delas informações de valor.

Diante dessas novas exigências, o setor de comunicação e marketing digital, especialmente o de produção de conteúdo, merece atenção especial. Estratégias de copywriting, técnica de escrever textos altamente persuasivos, por exemplo, pode alavancar as vendas de um negócio, seduzindo o leitor a comprar um produto ou contratar um serviço por meio da escrita.

Interação com o cliente

Como já mencionamos, mais vale dedicar tempo e esforço para compreender as necessidades do seu cliente do que oferecer o primeiro produto que vier à mente. Oferecendo soluções, criando conexões e uma boa relação com os consumidores, é possível aumentar as vendas de um negócio, conquistar compradores fiéis e, mais do que isso, ter compradores satisfeitos que farão propaganda orgânica e positiva do seu produto.

Um único cliente pode trazer uma série de novos compradores para a sua página. Para que tudo ocorra conforme o planejado, toda a equipe precisa estar com as estratégias alinhadas, independente do setor de atuação, garantindo o contentamento do cliente até a entrega do produto.

Presença nas redes sociais

Para estreitar relações e converter mais vendas, a empresa pode usar diferentes canais de marketing e as redes sociais são grandes aliadas nesse processo. Porém, cada uma tem suas particularidades. O empreendedor deve entender o panorama delas para definir quais são as melhores para o seu negócio e quais estratégias de tráfego e conversão utilizar.

  • Facebook: ideal para divulgar lançamentos, entregar conteúdo relevante e servir como canal para prestar suporte para os clientes e, até mesmo, fazer vendas
  • Instagram: rede social dinâmica e muito visual, ideal para trabalhar a imagem do produto e interagir com os clientes em tempo real. O Instagram também tem sua própria ferramenta de anúncios, o Instagram Ads, interessante para quem deseja atingir uma audiência maior
  • Twitter: boa opção para quem quer interagir com o público de forma rápida e sucinta. Cada publicação deve respeitar o limite de 280 caracteres, mas também é possível postar fotos, vídeos e links externos.

E aí, o que achou das nossas dicas sobre tráfego e conversão para atrair mais pessoas e vender na Internet? Para ler mais conteúdos sobre marketing digital, acesse o blog da Escola do Marketing Digital ou acesse a aba de cursos no assunto!