A arte de contar uma história já se tornou algo natural para a convivência em sociedade. Fazer fofoca com os amigos, escutar uma palestra sobre experiências de outros profissionais, transmitir informações na Internet e narrativas humanizadas são formas de compartilhar informações com outras pessoas. Nos negócios digitais, isso também pode ser feito com o storytelling, uma maneira de deixar sua produção de conteúdo mais específica e engajar novos clientes com seus relatos e propósitos.

Pesquise: "storytelling como fazer" e saiba mais sobre a prática
Pesquise: “storytelling como fazer” e saiba mais sobre a prática | Foto: unsplash.com

Pensando nisso, saiba mais sobre o storytelling, maneiras de construí-lo e como ele pode ser utilizado para impulsionar uma marca nas plataformas digitais. Confira!

O que é storytelling?

Traduzido como contagem de histórias, o storytelling é uma aposta do marketing digital baseada na ideia de compartilhar a jornada daquele perfil ou marca para seus seguidores, pontuando seus diferenciais, seu foco e estabelecendo maior contato com seus leads. Essa é uma técnica que ajuda a promover a empresa por meio da persuasão, ao vender seus serviços de forma indireta, utilizar vários canais comunicativos para publicidade, como as redes sociais ou a televisão, e produzir conteúdo.

Para fazer um storytelling, você precisa identificar os mecanismos que terá à sua disposição com o veículo de comunicação escolhido, como a utilização dos stories do Instagram ou postagens regulares no feed. Em seguida, é necessário identificar os caminhos que você irá traçar para a narração da história, a ordem dos fatos e a sustentação do conteúdo apresentado. A partir disso, é possível criar uma narrativa consistente e contínua, com uma linha ininterrupta dos fatos e adicionando uma experiência de aproximação do leitor, além de exemplificar partes ou toda a trajetória do seu negócio e seus valores.

Conte histórias e gere empatia do público
Conte histórias e gere empatia do público | Foto: unsplash.com

Como utilizar o storytelling

Fora a aplicação do storytelling para delinear sua história até o presente momento, essa ferramenta também pode ser usada para despertar uma reação, alerta, sentimento ou curiosidade sobre seus serviços, instigando o cliente a ir atrás de seus produtos. Um exemplo disso foram os relatos que a Dove utilizou com a campanha “Retratos da Real Beleza”, mostrando as histórias de seus consumidores, principalmente do público feminino, por meio de vídeos e dinâmicas audiovisuais sobre aparência. Esse foi um storytelling que aproximou a narrativa dessas mulheres a outros telespectadores ao redor do mundo, instigando o uso dos produtos Dove por novos clientes devido à mensagem transmitida, que gerou empatia.

Outra campanha famosa que utilizou o storytelling para mostrar seu posicionamento e abrir a marca para novos públicos foi O Boticário no dia dos namorados de 2015, com a propaganda “Toda Forma de Amor”. Essa narração contava com vários casais, de diferentes opções sexuais, cleros e raças, presenteando seus amados com um produto da marca. Isso engajou todos os consumidores que se identificaram com a mensagem e fez com que a empresa se tornasse relevante até para aqueles que não gostaram da ideia.

Criar um storytelling nos negócios

Nos negócios, a estruturação da narrativa é uma das partes mais importantes do storytelling. Para isso, é preciso definir o propósito para a campanha e relacionar a história com o uso da marca. Só assim, será possível criar conteúdos relacionados aos seus produtos e serviços. Foque ainda na personalidade que você está criando para a empresa e sinalize os diferenciais e vantagens que os leads terão com o consumo de seus produtos. Utilize atributos básicos para qualquer história, como personagens, ambientação, conflitos e a mensagem em si. Nela, é importante não deixar “pontas soltas” e cumprir com o objetivo inicial.