Um Livro em 5 Min: Subject to Change [traduzido]

Compartilhe:

Nesta semana, fizemos a tradução e trazemos o resumão do livro Subject to Change, de Peter Merholz, que mostra como projetar e construir produtos tendo em vista experiências memoráveis para os usuários. Leitura essencial para quem trabalha com produtos digitais e quer lapidar todos pontos de interação com seus clientes.

 

A experiência é o produto
a. Seu público é composto p pessoas e não consumidores.
b. O design deve servir a um propósito humano e por isso devemos entender como as pessoas interagem com algo.
c. Design é mais a criação de opções do que a escolha entre elas.
d. Entenda a complexidade completa de um problema para poder explorar muitas soluções e adotar a mais elegante e que melhor funciona.

 

Experiência como estratégia
a. A qualidade da experiência de uma pessoa com um produto é resultado de suas motivações, expectativas, percepções, habilidades, interação com o objeto e cultura.
b. Estratégia competitiva é fazer coisas diferentes da concorrência e mostrar o valor dessas diferenças, sendo relevante.
c. Preocupe-se em entregar valor único para uma parcela específica de pessoas.

 

Novas maneiras de entender as pessoas
a. Motivações levam a comportamentos. Devemos dar suporte a estes comportamentos, facilitando-os.
b. Entender as pessoas é um compromisso de toda a organização.

 

Captando complexidade, construindo empatia
a. Perguntas que uma boa pesquisa responde:
– O que devemos fazer?
– Como isso deve funcionar?
– Por que as pessoas devem se importar?
b. Pesquisa deve engajar e indicar uma direção clara.
c. Envolva toda a equipe para reforçar a confiança de todos na pesquisa, leve-os para campo.
d. O resultado de uma pesquisa deve ser claro e direto, engajando as pessoas, ao tempo em que conta histórias.
e. Personas devem incluir motivações e comportamentos. Explore problemas e dê nome e rosto a elas. Faça-as contarem uma história sob seu próprio ponto de vista.

 

Parando de desenhar produtos
a. O que as pessoas querem conquistar? Como esta atividade se encaixa nas suas vidas? Como eu posso ajudá-las a alcançar seus desejos?
b. Projete um sistema que permita ao usuário focar naquilo que realmente importa.
c. Um produto deve ser pensado como um componente de um serviço.
d. Preocupe-se em projetar o sistema onde o produto se encaixa.
e. Como os pontos de contato devem ser planejados para que componham da melhor maneira possível um sistema?
f. O melhor teste de design de interação é aquele que avalia o que acontece quando as coisas dão errado.
g. Entenda o que as pessoas querem e projete um sistema que atenda a isso.
h. Comece pelo design da experiência que você quer proporcionar e depois identifique os componentes que ajudarão a entregar esta experiência.

 

A competência do design
a. A inovação vem da variação, da falha e da tentativa.
b. Quanto mais se adiciona algo a um sistema, mais chances se criam para confundir as pessoas e prejudicar a experiência.
c. Entenda a perspectiva do cliente em sua plenitude.
d. Serviços e produtos devem ser entendidos como uma série de experiências relacionadas.
e. Conecte pessoas com produtos e serviços que atendam suas necessidades ao invés de ficar criando necessidades que não existem.
f. Procure focar nos elementos de um produto ou serviços que mais respondem pelo sucesso.
g. Preocupe-se em reconhecer todas as limitações e restrições de um projeto.
h. Faça com que todos os seus colaboradores sintam-se responsáveis em entregar uma experiência.
i. Mergulhe nos desejos e necessidades de seu público, identifique padrões de comportamento e refine ideias que atendam estes comportamentos, indo além daquilo já conhecido.
j. Proponha múltiplas opções, remova o óbvio e explore as restrições, transformado-as em base para a inovação.
k. Faça as perguntas certas, procurando a visão de primeiro uso.
l. Estratégia é trazer clareza para o time empresa, mostrando onde você quer levá-lo e do que eles precisam para chegar lá.
m. No Google tudo inicia com uma tela em branco, com problemas e ideias que vão sendo descartadas ou aperfeiçoadas.
n. Prototipe apenas os componentes ou características que melhor precisam ser entendidas.
o. Estratégia é escolher um pequeno conjunto de habilidades e atividades de sua empresa, investindo nelas para criar uma vantagem sustentável.
p. A lealdade do público é conquistada por uma série de interações acima da média com sua marca.
q. Você surpreende quando atende a necessidades que as pessoas sequer foram capazes de articular.
r. Reconheça todos os pontos de contato com o público e busque a excelência em cada um deles.
s. Explore exaustivamente uma área de atuação, se apaixone pelo problema e todas as consequências e detalhes.
t. Foque em métodos que sejam capazes de prototipar a experiência e mostrar onde residem os pontos que geram encanto nas pessoas.
u. Procure a experiência perfeita, no local perfeito, na hora perfeita.

 

O método ágil
a. Princípios Lean Manufacturing, no qual se baseia o método ágil:
– Processos iterativos e rápidos, de prototipação e desenvolvimento com ciclos curtos.
– Presença do cliente no processo de desenvolvimento.
– Grupos pequenos, com a presença de mestres que transmitem conhecimento aos menos experientes.
– Testes constantes, a fim de detectar falhas e eliminá-las o mais cedo possível.
b. Devemos explorar novas alternativas, aceitando que boa parte delas será descartada.
c. O objetivo é criar o produto perfeito e não a documentação perfeita.
d. Não deixe o processo ter mais autoridade que as pessoas.
e. Incorpore feedback constante do usuário e deixe todos os pontos do projeto em aberto até o seu final.
f. Erros são inevitáveis, desejáveis e parte essencial do sucesso.
g. O protótipo deve ser a própria documentação.
h. Todos na equipe se envolvem o tempo inteiro.

 

Um mundo incerto
a. Reenquadre problemas e oportunidades e traduza novas ideias em grandes experiências.
b. O poder do protótipo está em permitir que as pessoas reajam a uma ideia.
c. Faça do entendimento do mundo de seu cliente parte do coração de sua empresa.

 


Compartilhe:

Jessé Rodrigues

Consultor de Marketing Digital especializado em Automação de Vendas Online para PME's e Fundador da Escola do Marketing Digital. Clique aqui para acessar o perfil completo.

  • Estou criando um portal web para o meu negócio . e eu quero conhecer as diretrizes de direitos autorais , especificamente a legalidade da cópia outros artigos de outros sites. em outras palavras, é ok para copiar um artigo de outro site e colá-lo em meu site (claro, eu vou estar colocando a fonte de referência ou vinculá-lo no meu site) ? precisamos de dados do núcleo duro por favor. se possível um URL . thanks .. abraço!