[PESQUISA] Títulos que Geram Mais Engajamento

Compartilhe:

Você sabia que o tráfego de um artigo pode variar até 500% só com base no título?

Uma boa headline pode atrair e engajar seu público para clicar, ler e compartilhar seu conteúdo. Em muitos casos, as headlines são o que é compartilhado e não o artigo propriamente dito. Mas você sabe o que faz um título atraente?

A Buzzsumo analisou 100 milhões de títulos, publicados entre 1º de março de 2017 e 10 de maio de 2017, com frases de três palavras que geraram mais engajamento no Facebook (curtidas, compartilhamentos, comentários).

Embora não exista uma fórmula mágica para criar um título viral, há muitas lições que podemos aprender com essa pesquisa para ganhar a atenção do leitor e aumentar o engajamento com o seu conteúdo. Vamos lá?

 

Resultado da Pesquisa

O resultado foi o seguinte:

 

 

A grande vencedora foi…

Segundo a pesquisa, a frase de três palavras mais poderosa usada em títulos foi:

  “Vai te fazer …”

Títulos que começaram com essa frase geraram mais que o dobro de engajamento no Facebook comparado com o segundo triplo de palavras mais popular. Este resultado foi uma surpresa para os pesquisadores, já que quando começaram a procurar pelos melhores títulos, este nem estava na lista.

Mas afinal, o que faz essas palavras funcionarem tão bem? Bom, uma coisa importante para se destacar é que esta é uma frase de ligação. O que isso significa? Significa que ela não inicia ou termina um título, mas faz a ligação entre o conteúdo e o impacto potencial no leitor.

Este formato de título estabelece o porquê o leitor deve se preocupar com o conteúdo. Também promete que o conteúdo terá um impacto direto no leitor, muitas vezes uma reação emocional.

As headlines mais populares que seguem este formato incluem:

 

  • 24 imagens que o farão sentir melhor sobre o mundo
  • O que essa companhia aérea fez para seus passageiros vai fazer você se emocionar
  • 6 Verdades que o tornarão uma pessoa melhor
  • “Quem usou melhor?” Fotos que vão te fazer morrer de rir
  • 13 dicas de viagem que vão fazer você se sentir inteligente

 

Títulos sentimentais geram mais interação no Facebook

A pesquisa revela que títulos mais emotivos e sentimentais são mais eficazes no Facebook, conforme medido pelo número de interações. Por exemplo:

  • Lágrimas de alegria
  • Isso vai fazer você chorar…
  • É de arrepiar…
  • É muito fofo
  • Chocada para ver
  • Derreta seu coração
  • Não consigo parar de rir…

 

Muitas das postagens de melhor desempenho com headlines emotivas tiveram conteúdo de imagem ou vídeo, embora também houvesse posts escritos.

Apesar do forte desempenho de postagens sentimentais, os produtores de conteúdo devem ter cada vez mais cuidado ao usar linguagem emotiva e sensacionalista. Em maio de 2017, o Facebook anunciou que vai vetar “headlines que exageram os detalhes de uma história com linguagem sensacionalista” e que visam “fazer a história parecer um negócio maior do que realmente é”.

 

Curiosidade também têm espaço no Facebook

Aparentemente deixar aquela pulguinha atrás da orelha do leitor é uma técnica bem eficaz. As frases que provocam curiosidade também ganharam um alto nível de engajamento, por exemplo:

  • O que aconteceu depois…
  • Todo mundo está falando sobre isso…
  • O Twitter reage à…
  • Estão enlouquecendo sobre…

 

Os leitores geralmente ficam curiosos sobre o que as pessoas estão falando, querem ficar por dentro do assunto do momento ou saber o que as pessoas estão comentando nas redes sociais.

 

Outras headlines que geram engajamento

 

EXPLICAÇÕES

  • Isso é por que…
  • A razão disso é…

Essas frases também estimulam fortemente o senso de curiosidade das pessoas. Por exemplo:

  • É por isso que as mulheres vivem mais do que os homens…
  • É por isso que você deveria dormir no seu lado esquerdo…

Todos nós queremos nos sentir um pouquinho mais inteligente depois de ler um artigo, por isso esse tipo de título funciona tão bem, porque eles prometem algo a mais. De certa forma, esse formato de headline é semelhante ao título “Vai te fazer…”, pois eles fazem uma promessa sobre o que você ganhará como resultado da leitura do artigo.

 

QUIZZES (TESTES)

  • Podemos adivinhar…
  • Apenas x em…

Essas frases são usadas nas headlines dos quizzes mais populares, por exemplo:

  • Podemos adivinhar sua idade real?
  • Apenas 1 em 50 pessoas conseguem identificar esses 16 erros de gramática. Você consegue?

Os questionários permanecem sendo um formato atrativo no Facebook. O primeiro exemplo acima é uma das variações dos milhares de tipos de quizzes, ele desafia você a responder à perguntas e ver se o questionário pode então prever sua idade, nível de educação, trabalho, etc., com base nas suas respostas.

Esses questionários apelam para o nosso desejo de saber mais sobre nós mesmos e para provar que somos inteligentes, por isso é tão difícil ignorá-los. Esses testes são como espelhos, é impossível fazê-los sem antes olhar para si mesmo.

 

HEADLINES TRIBAIS

  • X coisas que apenas…

Essas headlines são muito populares e apelam para a nossa necessidade de pertencer à uma “tribo” ou grupo de pessoas que possuem características semelhantes, por exemplo:

  • 25 coisas que só os professores entenderão…
  • 17 coisas que só quem é mãe de gêmeos entende…
  • 9 coisas que só as meninas que cresceram com irmãos mais velhos entenderão…

Houve um crescimento significativo nas headlines tribais, particularmente nas manchetes de partidos políticos. É quase como se fosse um dever da “tribo” compartilhar posts que apoiem seus pontos de vista.

Essas headlines tribais tendem a gerar muito engajamento, o que acaba incentivando os sites a usar headlines polêmicas com mais frequência.

 

As headlines com pior desempenho

Além de pesquisar os títulos que têm melhor performance, também é interessante examinar as frases comumente usadas como título, mas que geram menos engajamento no Facebook.

 

Nota: Apenas frases que foram usados em um mínimo de 100 domínios diferentes foram analisadas. Existem frases que tiveram uma performance pior do que as usadas acima, mas estas são as comumente usadas com o pior desempenho.

Foi interessante quão mal as frases como “com um orçamento” (“on a budget”) performaram no Facebook. Mesmo que alguns artigos individuais tenham funcionado bem, o engajamento médio no Facebook foi muito baixo. Em contraste, a frase “com um orçamento” parece funcionar muito bem no Pinterest. Veja os exemplos abaixo.

 

 

Esse exemplo destaca a importância de atentar-se com o contexto do conteúdo e o canal onde ele será publicado. Pode ser, simplesmente, que o Facebook não seja o lugar onde as pessoas procuram por dicas para economizar dinheiro, e que o contexto DIY (do it yourself – faça você mesmo) do Pinterest seja mais adequado para esse conteúdo.

Isso reforça a necessidade de pesquisar o que funciona para o seu público, seus tópicos e redes sociais específicas. Uma headline pode ter um desempenho fraco no Facebook, mas funcionar muito bem com um público diferente em uma rede social diferente.

 

O poder das postagens em forma de lista e do número 10

Muitos dos títulos mais interessantes contêm números, melhor ainda se a postagem for em formato de lista (ex.: 10 exercícios para ficar com a barriga chapada). É bem sabido que as postagens neste formato tem uma interação acima da média, mas existe alguma variação entre o desempenho de números diferentes?

O gráfico abaixo mostra a média de interações no Facebook para postagens de lista com números diferentes.

 

Podemos ver que o número 10 foi o número com melhor performance, o que confirma pesquisas anteriores nesta área. Além disso, a pesquisa identificou que os próximos três números com melhor desempenho em headlines foram 5, 15 e 7.

 

Conclusão

O problema deste tipo de pesquisa é que as pessoas simplesmente reutilizam as frases ou palavras mais compartilhadas em suas headlines. No entanto, o valor real dessa pesquisa é uma melhor compreensão dos formatos e princípios dos títulos que conversam melhor com os leitores. A pesquisa sugere que as características das headlines mais envolventes tipicamente incluem um ou mais dos seguintes:

 

  • Foco em por que o leitor deve se importar
  • Clareza e promessa
  • Ganchos emocionais
  • Provocar curiosidade
  • Fornecer explicações
  • Apelar à uma “tribo”

 

A pesquisa também reforça a importância do contexto e da compreensão do que funciona em seu contexto específico, como sua audiência, sua empresa, seus tópicos e suas redes sociais.

Com estes pontos em mente, aqui estão algumas perguntas que podem ser úteis para se fazer ao formular sua headlines:

 

  • Por que o leitor deve se preocupar com seu conteúdo?
  • É possível fazer uma promessa ou indicar o impacto do seu artigo no leitor?
  • É possível incluir um elemento emocional – especialmente se você quiser ganhar força no Facebook?
  • Você está tocando em um tópico de tendência, se assim for, você pode mencioná-lo no título?
  • É possível fazer um quizz ou desafio?
  • Você poderia posicioná-lo como um post de explicação ou de resposta?
  • Quem é sua tribo – quais headlines ressoam com eles?

 

Gostaram das dicas? Deixe seu comentário dando sua opinião e não se esqueça de compartilhar com os amigos! 😉


PRODIGITAL – O mais completo Programa de Formação em Marketing Digital. Nele, você vai aprender, do básico ao avançado, as técnicas, métodos, estratégias e ferramentas para otimizar seus resultados através da internet. Clique aqui para saber mais informações sobre a próxima turma.


Compartilhe:

Emilly Andrade

Gestora de Conteúdo. Apaixonada por blogs, redes sociais e novidades do mercado digital. Adoro ler e não dispenso uma boa culinária com uma boa companhia.