Influenciadores Digitais: O Que Considerar na Hora da Contratação

Compartilhe:

A popularização da internet deu voz aos seus usuários e alguns deles acabaram se tornando verdadeiras celebridades da web. Eles se destacam pela produção de conteúdo frequente e relevante para redes sociais e blogs, atingindo um grande número de pessoas.

Conhecidos como influenciadores digitais, essas personalidades podem interferir muito nas decisões de compra dos consumidores sendo capazes de alavancar significamente o sucesso de uma marca.

No post de hoje vamos mostrar como você pode utilizar os influenciadores para potencializar seus resultados e se aproximar ainda mais do seu público. Vem ver!

 

Por que investir nos influenciadores digitais?

O marketing através dos influenciadores nada mais é que uma parceria de conteúdo benéfica para ambas as partes, marca e influenciador.

Atualmente, investir apenas em propagandas tradicionais nem sempre é o suficiente,  o hábito de consumo das pessoas mudaram e antes de efetuar uma compra os consumidores procuram por recomendações em redes sociais, blogs e portais.

Por isso os influenciadores digitais e o Marketing de Influência têm um papel tão importante hoje em dia, pois ele atua como uma ponte entre uma marca e seu target.

O marketing de influência é uma estratégia que se baseia na parceria com pessoas influentes no meio digital com o objetivo de gerar engajamento para uma marca e transmitir confiança para os consumidores.

É aquela velha história, as chances de você comprar um produto que foi indicado por alguém que você admira ou que possui certa autoridade, são infinitamente maiores. É a prova social trabalhando no psicológico do consumidor.

Um artigo publicado em janeiro de 2017 pela revista americana Entrepeneur aponta cinco motivos para acreditar que o Marketing de Influência não é mero modismo:

 

  1. A propaganda não é mais eficaz como antes. Um sinal disso é o crescente uso de bloqueadores de anúncios. Eles já são adotados por 26% dos usuários de desktop e 15% dos donos de dispositivos móveis.
  2.  

  3. Nos Estados Unidos, 59% dos profissionais de marketing afirmaram ter a intenção de aumentar seus orçamentos com influenciadores no próximo ano.
  4.  

  5. A maioria (92%) dos consumidores confia mais em recomendações de produtos feitas por indivíduos do que por marcas.
  6.  

  7. De acordo com a Nielsen Catalina Solutions, conteúdo de influenciadores gera 11 vezes mais resultado do que campanhas tradicionais. O retorno sobre o investimento (ROI) é de US$ 6,85 para cada dólar investido.
  8.  

  9. Atualmente, 74% dos consumidores usam redes sociais em suas decisões de compra.

 

Como os dados mostram, é necessário que as empresas estejam preparadas para se comunicar com esse “novo” consumidor que busca  informações na internet e procura por indicações em canais confiáveis e influentes.

 

Como escolher um influenciador para sua marca?

Antes de contratar um influenciador para a sua marca é preciso levar em consideração alguns pontos para que o seu investimento seja certeiro. Como por exemplo:

 

  • Alcance
    É importante considerar o tamanho da audiência do influenciador (número de seguidores, inscritos, leitores, etc), para que você tenha uma noção mais precisa de quantas pessoas serão impactadas pela campanha e se vale a pena o investimento.
  •  

  • Relevância
    Mais importante que o tamanho da audiência do influenciador digital é avaliar a relevância do conteúdo que ele produz para o seu público-alvo, ou seja, é essencial haver uma compatibilidade do influencer com os valores da marca.  

 

  • Capacidade de engajamento
    Não basta ser famoso, a personalidade escolhida para divulgar o nome da sua marca deve ter a capacidade de influenciar as pessoas. Portanto, a capacidade do influenciador de envolver o público é essencial.

 

 

Tipos de influenciadores

 

  • Celebridade
    Os influenciadores celebridade possuem grande alcance, porém, costumam ter um custo alto e uma audiência genérica. Exemplos: Whindersson Nunes e Giovana Ewbank.

 

  • Autoridade
    Geralmente esse perfil de influenciador costuma indicar aquilo que é realmente valorizado pela sua audiência e que aumente sua credibilidade. Exemplos: canal Coisa de Nerd.

 

  • Marca Pessoal
    O perfil “marca pessoal” valoriza muito sua reputação, pois é a base de seu sucesso. Por isso, costumam fazer parcerias somente com marcas que já possuem certa credibilidade.

 

  • Ativista
    Os ativistas são movidos por seus ideais e tem uma mente aberta. Gostam de fazer parceria com marcas que dão espaço para que o seu ponto de vista seja ouvido.

 

  • Analista
    O analista é aquele que gosta de analisar dados e é um grande formador de opinião. O influenciador analítico costuma atingir um público bem segmentado. Exemplos: Ricardo Amorim e Pirula.

 

 

Marcas que utilizaram essa estratégia com sucesso

 

  • Snickers 


O cantor Luan Santana anunciou que, inspirado pelo Rock in Rio, mudaria o gênero musical das suas canções para o Heavy Metal. Claro que uma revelação como essas gerou muito buzz na internet, porém, tudo não passava de uma campanha de marketing.

A ação, realizada pela Mondelez para Snikers, movimentou as redes sociais e a mídia em setembro. A iniciativa envolveu 12 influenciadores liderados por Luan, da dupla sertaneja Simone e Simaria até perfis de memes como Chapolin Sincero. Foram 27 milhões de impactos, dez milhões de visualizações e 1,2 milhão de interações.

 


 

  • Adidas 

A Adidas é outra marca que vem investindo pesado nos influenciadores e já tem tem mais de uma dezena de parceiros digitais. Em março deste ano, Kasper Rorsted, chefe executivo da Adidas, anunciou o abandona da publicidade em TV em privilégio do digital.

No Brasil, a marca lançou recentemente quatro sites com coleções de peças selecionadas por influenciadores, estando em seu time de comunicação Anitta, Kéfera, SneakersBR e Mahamudra Brasil. Nelas, os influencers fazem a curadoria de roupas, tênis e acessórios de sua preferência.



 

 

  • Perlatte

Outra marca que “enganou” direitinho o público foi a Perlatte, com a ajuda de Cláudia Leitte. A cantora de axé revelou que tiraria o “Leitte” do seu nome, mas a falsa mudança foi uma ação de marketing para um medicamento direcionado a intolerantes a lactose.

 

 

 

  • Mundo Verde 

O Mundo Verde, rede de lojas especializadas em produtos naturais, está  sempre presente nas redes sociais e está reforçando sua parceria com cinco personalidades que são influenciadores digitais, como o capitão da seleção brasileira de vôlei Bruno Rezende, o nutricionista Daniel Candy, o ator e apresentador Felipe Titto, a atriz Fernanda Souza e a chef de cozinha fit Mila Cozzi.

Para nichos mais específicos a escolha do perfil dos influenciadores é ainda mais delicada e no caso do Mundo Verde envolveu critérios importantes, por exemplo, identidade com os princípios da marca como saúde, bem-estar, atividade física e qualidade de vida.

Os influenciadores serão responsáveis pela divulgação da marca própria Mundo Verde Seleção, reforçando os benefícios de cada produto.

 

 

Influenciadores digitais regionais ganham destaque

Como visto anteriormente, o uso de influenciadores por grandes marcas não é novidade. Mas essa estratégia não é privilégio apenas de grandes empresas que podem pagar por influenciadores conhecidos nacionalmente, ou até internacionalmente, e que cobram verdadeiras fortunas.

Com cachês mais econômicos e público mais segmentado, influenciadores regionais são uma alternativa para ações de comunicação com orçamento reduzido e que falam com um público menor.


Assim como emissoras de rádio e TV tem uma programação nacional e local como forma de criar identidade com aquela comunidade, negócios locais podem investir nos influenciadores regionais para ganhar visibilidade e se aproximar dos seus consumidores.

Em cada parte do país as pessoas apresentam comportamentos e hábitos diferentes, por isso, para atingir o consumidor de uma determinada cidade, os influenciadores regionais são uma ótima estratégia.

A influencer e fashion blogger Tássia Bonassi é um exemplo de sucesso influenciando milhares de pessoas em Sorocaba e região. Segundo a influencer, como costumam indicar clientes evidenciando as qualidades do produto ou serviço de acordo com a própria experiência, a propagando acaba tendo uma veracidade maior que a publicidade convencional e, consequentemente, atingindo o público-alvo de forma mais assertiva.

Quando indagada sobre o futuro da profissão, Tássia relatou:
 

“Certamente é um mercado que ainda tem muito a expandir, exatamente por conta do receio que muitas empresas têm em investir nos influenciadores. Digo isso porque as empresas que já aderiram a esse tipo de divulgação são poucas diante da totalidade do mercado. O receio existe, sim, assim como a falta de informação. É frequente receber propostas de divulgação apenas por permuta – ou seja, ganhando apenas o produto como pagamento. A maioria ainda não vê o influencer como um profissional que se dedica a isso o tempo todo. Porém, percebo que o mercado está em constante expansão porque quase que diariamente recebo mensagens de clientes em potencial perguntando como funciona meu trabalho e dizendo que gostariam de começar a trabalhar com influencers. Se comigo acontece constantemente, imagine com grandes influenciadores!”

 

 

Código de Conduta para a Contratação de Influenciadores Digitais

A Associação Brasileira dos Agentes Digitais (Abradi) divulgou um manual para agências com recomendações sobre boas práticas com influenciadores. O “Código de Conduta para Agências Digitais na Contratação de Influenciadores Digitais” tem como objetivo orientar o mercado e estabelecer um regulamento que beneficia a relação comercial entre as partes envolvidas.

O documento contou com a colaboração de 45 profissionais de agências digitais, de publicidade, de relações públicas, agentes de influenciadores, veículos de comunicação e influenciadores.

Disponibilizamos abaixo o documento na íntegra para download!

 

Baixe o Código de Conduta para a Contratação de Influenciadores Digitais

Preencha o campo abaixo e receba no seu e-mail! 

Obrigado! Enviamos o documento para o seu e-mail! 😉 

 

Agora que você entendeu a relevância e o poder dos influenciadores digitais, o que acha de começar a investir no marketing de influência? Deixe seu comentário nos contando sua opinião sobre essa estratégia e não se esqueça de compartilhar com seus amigos! 🙂

 


PRODIGITAL – O mais completo Programa de Formação em Marketing Digital. Nele, você vai aprender, do básico ao avançado, as técnicas, métodos, estratégias e ferramentas para otimizar seus resultados através da internet. Clique aqui para saber mais informações sobre a próxima 


Compartilhe:

Emilly Andrade

Gestora de Conteúdo. Apaixonada por blogs, redes sociais e novidades do mercado digital. Adoro ler e não dispenso uma boa culinária com uma boa companhia.